• 30% das crianças têm colesterol alto, revela pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. A maior causa é a má alimentação, hábito errado que os pais estão passando para os filhos. Colocar alimentos saudáveis na mesa e na lancheira pode fazer a diferença no futuro!
  • Engana quem pensa que só aqueles que estão acima do peso é que correm risco de estarem com o colesterol alto. Médicos especialistas se preocupam cada vez mais com a alimentação pobre em nutrientes e rica em gorduras saturadas. É por isso que até aqueles que estão lutando contra a balança podem desenvolver altos níveis de LDL, o chamado colesterol ruim no sangue. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, o controle do colesterol pode reduzir em 20% as chances de ocorrência de derrame e 33% o risco de infarto. Portanto, fazer exames regulares e consultar um médico é fundamental.
  • Segundo uma pesquisa realizada no Hospital Regional Santa Chiara, na Itália, A maçã pode melhorar a vida sexual das mulheres de 18 a 40 anos. De acordo com os envolvidos no estudo, isso é possível graças ao polifenóis presentes na fruta, que estimulam o fluxo sanguíneo. A maçã também contém a florizina que imita o estradiol, o hormônio responsável pela lubrificação vaginal. O estudo conclui que as mulheres que comem pelo menos uma maçã por dia têm uma vida sexual melhor que aquelas que não consomem a fruta.
  • Você sabia que as frutas vermelhas contribuem para baixar o nível do colesterol ruim, o chamado LDL? Como são ricas em antioxidantes e flavonoides, elas ajudam a neutralizar as ações dos radicais livres e, assim, reduzem os níveis de colesterol, protegendo a saúde do coração. Além de afastar as doenças coronarianas, o morango, a cereja, a framboesa e a goiaba, entre outras frutas, fortalecem a imunidade do organismo, protegem a visão e combatem o envelhecimento precoce.
  • Um estudo realizado na University College of London, em Londres, afirmou que consumir até sete porções de frutas e vegetais por dia pode reduzir o risco de morte. Esse resultado foi identificado depois de analisarem os hábitos alimentares de mais de 60 mil pessoas. Foi descoberto que, quanto mais frutas e vegetais elas consumiam, menos propensas a desenvolverem doenças estavam. Já pessoas que consumiam uma quantidade menor de frutas e verduras tinham 30% a mais de chances de desenvolver doenças do coração e câncer. Lembrando que o ideal é apostar no prato colorido e consumir esses alimentos de todas as cores.

Ler Saúde de cara nova!

Depois de 3 anos, o Ler Saúde decidiu mudar o layout do blog, sempre buscando uma melhor experiência para você, nosso fiel leitor. Esperamos que vocês gostem da mudança.
1207/2016

Diagnóstico precoce é imprescindível para salvar vidas de gestantes com Síndrome de Hellp

Por |12/07/2016|Categorias: Gravidez & Cuidados com o bebê|Marcadores: , , , , |0 Comentários

Pouco se ouve falar da Síndrome Hellp. Ela é uma complicação obstétrica, pouco conhecida e de difícil diagnóstico, que acontece durante a gravidez ou no pós parto, podendo causar a morte da mãe. A Síndrome de Hellp é um agravamento da pré-eclâmpsia e se manifesta em 0,85% das gestações. […]

707/2016

Quem sofre com a psoríase pode ter também as articulações comprometidas

Por |7/07/2016|Categorias: Sua Saúde|Marcadores: , , , |0 Comentários

 Não bastasse ter que conviver com lesões que coçam e descamam a pele, paciente pode ter a chamada artrite psoriásica. […]

2606/2016

Surto no Brasil: pesquisa descobre que vírus da dengue fortalece o zika

Por |26/06/2016|Categorias: Sua Saúde|Marcadores: , , , , |0 Comentários

O corpo de um paciente infectado não consegue capturar corretamente o segundo invasor, que escapa das células de defesa e começa a se replicar. Mecanismo descoberto pode servir de base para a criação de vacinas. […]

2106/2016

Reprodução assistida: entenda a diferença entre inseminação artificial e fertilização in vitro

Por |21/06/2016|Categorias: Gravidez & Cuidados com o bebê|Marcadores: , , , , , , |0 Comentários

Há dois métodos de reprodução assistida amplamente usados no Brasil. Cada um atende a necessidades específicas. Os métodos de reprodução assistida estão cada vez mais modernos e oferecem opções seguras para casais que querem filhos. No Brasil, são usadas duas técnicas: a inseminação artificial e a fertilização in vitro. Mas qual é a diferença entre elas? E como escolher a ideal? […]

1406/2016

Fertilidade: diferentes exames detectam a idade ovariana da mulher

Por |14/06/2016|Categorias: Gravidez & Cuidados com o bebê|Marcadores: , , , , |0 Comentários

Qual é sua idade ovariana? Há diversos exames que estimam a “reserva” de fertilidade da mulher. Após os 35 anos, as chances de engravidar declinam rapidamente. […]

906/2016

Pesquisa: alergênicos na dieta de crianças pode evitar resistências

Por |9/06/2016|Categorias: Gravidez & Cuidados com o bebê|Marcadores: , , , , , |0 Comentários

Estudos mostram que introduzir leite, amendoim e outros alergênicos na dieta de crianças pode evitar a resistência a eles. Teste britânico feito com bebês de 3 meses reduziu em até 67% a chance de sensibilidade a esses alimentos. […]

706/2016

Psicopedagogia: proteção exagerada faz mal

Por |7/06/2016|Categorias: Psiquiatria / Psicanálise / Neurociência / Psicologia|Marcadores: , , , , , , |0 Comentários

A autoestima não nasce com a criança. Ela é construída principalmente pela família, ao longo dos primeiros anos de vida . Mas atenção ao modo de estimular essa formação. […]

406/2016

Descoberta nova causa para a caspa

Por |4/06/2016|Categorias: Sua Saúde|Marcadores: , , , , |0 Comentários

Estudo indica que a ação de fungos pode não ser o principal fator gerador da descamação, que parece mais ligada a um desequilíbrio das bactérias existentes no couro cabeludo. […]

206/2016

No que prestar atenção em um médico

Por |2/06/2016|Categorias: Gravidez & Cuidados com o bebê|Marcadores: , , , |0 Comentários

Saber se um médico é bom ou ruim pode ser mais complexo do que parece. Aparências podem enganar, fama não necessariamente se traduz em competência, julgamentos rápidos podem estar equivocados, e aquilo que é bom para a sua amiga não necessariamente é bom para você. […]